Ao último dia de competição chegarão as decisões para as duas competições em disputa, a Copa Ibérica e a Silver Cup. Em ambos os casos prevê-se que se mantenha a toada que marcou toda a prova e a incerteza sobre quem erguerá os troféus e a acção terá início logo de manhã com a disputa das meias-finais, sobre as quais se poderá tecer uma antevisão sobre o que se poderá esperar em cada uma das eliminatórias:

COPA IBÉRICA – Meias-Finais:

Balizas – Automanaia Car vs Florgrade

Para abrir o ‘menu’, um derby tantas vezes replicado em Cortegaça e que desta feita valerá um lugar na final para uma de duas equipas que realizaram um percurso exemplar na competição: nem Balizas nem Florgrade consentiram qualquer derrota até ao momento na prova. Balizas conquistaram três vitórias e um empate na fase de grupos e afastaram Valdera com justiça nos ‘quartos’, ao passo que a Florgrade venceu todos os desafios que disputou, três deles na fase de grupos e Dream Team numa reedição da final do ano transacto. Espera-se um emotivo confronto e a garantia de que Cortegaça, Aveiro, estará representado em mais uma final ibérica.

Telmo Peloqueros vs Bonde Sem Freio

Duelo ibérico – com ‘aroma’ a Brasil, tendo em conta a origem da maior parte dos elementos que compõem a equipa do Bonde – com vencedor incerto e favoritismo repartido. De Espanha, Telmo Peloqueros, finalista vencido da edição de 2017, vem realizando uma prova segura, sem grandes picos positivos ou negativos, mas passo a passo se vai aproximando do objectivo de pelo menos igualar a marca de há dois anos. Para o evitar surgirá um Bonde Sem Freio que desde a jornada inaugural da fase de grupos se vem assumindo como um dos mais claros candidatos ao título e no decurso da competição ‘sobreviveu’ a dois testes exigentes: foi derrotado por ARCOV na despedida do Grupo B, mas não perdeu a qualificação para a fase seguinte nem tão-pouco a liderança do agrupamento, e nos quartos-de-final foi levado aos limites pela portuense Tropa do Morro, que apenas caiu nas grandes penalidades. Mais um desafio a seguir com atenção.

SILVER CUP – Meias-Finais:

Associação Angolana de MiniFootball vs Comerpesca

A Silver Cup não foge à realidade da prova de maior importância: terá também nesta meia-final uma partida de vencedor incerto entre uma Associação Angolana de MiniFootball que deixou excelente impressão sobre o seu futebol na fase de grupos muito embora tenha sido relegado a esta segunda competição no último jogo do seu agrupamento, o Grupo A, mas que parece estar a acusar alguma perda nos índices físicos e tal revelou-se na sua ronda de quartos-de-final, na qual necessitou de um desempate por grandes penalidades para afastar a Farmácia do Oural. Pela frente, a selecção angolana terá a espanhola Comerpesca, que em todo o torneio apresentou um registo muito regular e um conjunto que faz da organização a sua principal arma que lhe permitiu afastar na sua eliminatória a sua compatriota Navajeda.

Selección Euskadi F7 vs ARCOV

Tal como na primeira meia-final, um confronto entre uma selecção e uma equipa, neste caso um selecionado regional como Euskadi, proveniente do País Basco, e a minhota ARCOV. Neste caso particular, a equipa portuguesa entrará em campo com alguma dose de favoritismo tendo em conta que discutiu golo a golo o apuramento para os quartos-de-final da Copa Ibérica com os poderosos Bonde Sem Freio e Dream Team e já remetido à Silver Cup não sentiu grandes problemas para golear Maciça. De toda a forma, Euskadi também deu mostras de qualidade durante o torneio e teve de enfrentar uma verdadeira ´batalha´ com AD Pastéis para chegar a esta meia-final na qual pretenderá colocar uma equipa espanhola na final.